LIVRARIA CULTURA

domingo, 9 de dezembro de 2007

Projeto ParaPan-ParaVida

a) Objetivo: Proporcionar aos alunos do ensino fundamental (ciclo I) da E.E. Professor José Benedito Gonçalves da cidade de Salto, a oportunidade de participar e ao mesmo tempo vivenciar algumas modalidades esportivas realizadas durante o Parapan do Rio de Janeiro, bem como saber das dificuldades enfrentadas pelos atletas, trabalhando desta forma a inclusão e o não preconceito. Além é claro, de conscientiza-los da importância da atividade física no seu dia a dia.
b) Público beneficiado: Cerca de 700 alunos, sendo 350 do período da manhã e 350 do período da tarde, professores e as famílias, pois foi realizado um trabalho de conscientização com os alunos a respeito de informar aos pais sobre a importância da atividade Física para “Toda a Vida”.
c) Profissionais envolvidos: Desde quando o assunto foi sugerido no HTPC da Escola, pelos professores de Educação Física, todos os Professores e funcionários se envolveram para a elaboração do Circuito Parapan-Paravida, que teve o respaldo total da direção da Escola.
d) Descrição da programação: Os professores de Educação Física resolveram trabalhar o tema Parapan, por ser um tema bastante atual e também por trabalhar as diferenças e a inclusão dos alunos. O tema e a forma do circuito Parapan – Paravida foi passado no HTPC para ser realizado em forma de circuito, e contou com a colaboração de todos.
e) Forma do Circuito Parapan: Foram elaboradas 06 etapas em forma de circuito, sendo que cada etapa teve a duração de 10 minutos, onde os alunos puderam vivenciar como são difíceis as provas e como supera-las, trabalhando desta forma a inclusão.
f) Modalidades: As modalidades foram as seguintes:
f.1 - Voleibol sentado: Os alunos tinham que jogar sentados, como se tivessem alguma deficiência nos membros inferiores;

f.2 - Arremesso de peso sentado: Os alunos tinham que arremessar uma bola pequena de medicinebol, sentado em uma cadeira e sem apoiar os pés no chão, como se estivessem sentados numa cadeira de rodas e com alguma deficiência nos membros inferiores.
f.3 - Basquetebol sentado: Sentado em uma cadeira e sem apoiar os pés no chão os alunos tinham que arremessar uma bola de borracha dentro de um balde, como se estivessem sentados numa cadeira de rodas, e com alguma deficiência nos membros inferiores;
f.4 - Chute ao gol de olhos vendados: Os alunos tinham que ficar com os olhos vendados e chutar a bola no gol formado por dois cones, vivenciando desta forma, um atleta com deficiência visual;
f.5 - Corrida com olhos vendados: Alunos em duplas. um com os olhos vendados e o outro como guia, tinham que correr, dar a volta no cone e voltar, vivenciando um atleta com deficiência visual;
f.6 - Corrida com pés amarrados: Os alunos tinham que sair correndo com os pés amarrados por uma borracha, dar a volta em um cone e voltar. Vivenciando um atleta com algum tipo de deficiência dos membros inferiores.
DEPOIMENTO:
Pra mim, o ParaPan-ParaVida, foi muito legal. As provas que o professor de Educação Física fez para nós crianças sentirmos na pele o que é ser deficiente nos ensinaram muito.
Eu aprendi que os deficientes se esforçam muito mais que as pessoas em perfeitas condições, aprendi que todos nós temos que “correr” atrás dos nossos sonhos, aprendi que temos que nos esforçar para superar as dificuldades do mundo.
Enfim, eu aprendi coisas muito importantes.

Ingrid - 4ª série C - agosto de 2007.

Um comentário:

luizaoantunes disse...

excelente projeto
utilizarei como inspiração em um dos meus projetos

parabéns prof. Nilton